Entrevista com o Dr. Mário Silveira de Souza
Data da publicação: 18/04/2016
Doces x hálito: uma relação de vilão e mocinho
Para acabar com o mau hálito matinal, doces são bem vindos, mas se consumidos em excesso ao longo do dia podem causar cárie e um cheiro ruim

Já é sabido que muitos fatores podem causar o mau hálito como a falta de uma higiene bucal eficaz, pouca ingestão de água, alguns medicamentos e dietas e até a ingestão exagerada de alho e cebola. No caso específico do doce acontece uma coisa curiosa: em determinados momentos ele pode agir como mocinho exterminando o cheiro ruim da boca e em outros, age como vilão causando cárie e mau hálito.

Mocinho pela manhã
Essa história, na verdade, começa na hora em que vamos dormir, pois ficamos muito tempo em jejum (considerando uma média de oito horas de sono) e nosso corpo fica sem açúcar no sangue para queimar e produzir energia para se manter (estado de hipoglicemia).

Em determinados momentos, o açúcar pode agir como mocinho exterminando o cheiro ruim da boca e em outros, age como vilão causando cárie e mau hálito

“Nessa situação, mudamos nosso metabolismo para a obtenção de energia e nosso corpo começa a queimar gorduras e músculo. A queima dessas substâncias gera um composto chamado ácido graxo que tem mau cheiro. Esse ácido acaba caindo na corrente sanguínea e é eliminado pela via pulmonar de excreção”, diz Mário Silveira de Souza, membro da Associação Brasileira de Halitose (ABHA) e professor do Curso de Halitose da Associação Brasileira dos Cirurgiões-Dentistas (SOBRACID).

Baixa taxa de açúcar no sangue é a principal causa mau hálito matinal, daí a importância de um bom café da manhã, para que o jejum seja quebrado. “Não adianta escovarmos os dentes de manhã e não comermos nada, pois o mau hálito continuará até que o jejum seja quebrado e a taxa de glicose volte ao normal. Ou seja, nesses casos, os doces, ou melhor, os carboidratos, são benéficos ao hálito”, diz o especialista.

Vilão ao longo do dia
Agora, os doces podem virar rapidamente os vilões da saúde bucal e do hálito se forem consumidos de forma exagerada e indevida ao longo do dia. “Se você consumir açúcares, doces, refrigerantes várias vezes ao dia você acabará desenvolvendo cáries, o que é uma fonte de mau hálito. Por isso, a importância de uma boa higiene bucal com o uso de escova de dente, fio dental e limpador de língua”, diz Mário.

A cárie é o principal motivo de restaurações, tratamentos de canal e extrações, pois ataca a estrutura dental (esmalte e dentina). Mas Mário ressalta uma informação importante, não importa tanto a quantidade de doces que você come, mas sim a frequência com quem ele entra em contato com a boca.

“Quando comemos um doce, algumas bactérias da boca comem também esses doces e liberaram ácidos. Quando a boca fica ácida, o dente começa a perder minerais. Porém, graças a nossa saliva (o remédio da boca), o PH volta ao normal e o dente ganha novamente o mineral perdido. O problema ocorre quando a boca está sempre ácida, pois aí o dente acaba perdendo tanto mineral que aparecerá um “buraco no dente”, o que chamamos de cárie”, diz a especialista.

Ou seja, é preferível comer muito doce de uma vez, do que um pouco ao longo do dia, entendeu? Mas os malefícios do açúcar não param por aí. Uma boca frequentemente cheia de açúcar, ácida e mal escovada também pode causar tártaro, descamação da mucosa bucal e, consequentemente, a saburra lingual (camada esbranquiçada que se fixa no fundo da língua e umas das principais causas do mau hálito) e a gengivite, doença que tem relação direta com o mau hálito por causa, entre outros motivos, do sangramento dos tecidos de sustentação dos dentes.

Em resumo, embora o açúcar seja um dos maiores inimigos da saúde bucal, ele não precisa necessariamente ser um problema. Tudo vai depender de como, quando e de que forma ele é consumido e, principalmente, de como anda a sua higienização bucal. Em uma boca limpa, bactérias do mau e doenças não fazem morada!


Confira: http://saude.terra.com.br/saude-bucal/atualidades/doces-x-halito-uma-relacao-de-vilao-e-mocinho,ce905e92dc1030f34e5c889756fa9f9eor410sm3.html

Foto: Mariia Masich / Shutterstock


 
(51) 3340.6057
contato@odontoplanalto.com.br
Clínica OdontoPlanalto CLM 1258

Resp. Téc.: CD Leonel Pereira Mendonça de Souza
Clinico Geral - CRO/RS 2202
Especialista em Odontologia em Saúde Coletiva
Especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial
© Copyright 2016 - Todos os direitos reservados
WebCool